Pílula do dia seguinte: sim ou não?

Pílula do dia seguinte – sim ou não?

1339397660 | © fizkes | shutterstock.com

Informações sobre a pílula do dia seguinte e ajuda para a tomada de uma decisão

💊 Pílula do dia seguinte: sim ou não? – Teste para si

Esqueci-me de tomar a pílula, o preservativo rompeu ou tive relações sexuais desprotegidas por alguma outra razão. E agora? Devo tomar a pílula do dia seguinte? No meu caso, será que ainda vou a tempo? Onde se pode comprar? E quanto custa? 

No nosso artigo encontrará toda a informação sobre como funciona e quando pode tomar a pílula do dia seguinte. Também poderá ficar a saber quais os efeitos secundários e ler o testemunho de uma mulher com a pílula do dia seguinte.

 

 

Pílula do dia seguinte: sim ou não? – Teste para si!

Este é um assunto que a preocupa? Se desejar, pode introduzir aqui algumas informações sobre a sua situação pessoal.

De seguida irá receber uma análise de acompanhamento diretamente no seu ecrã!

 

 

Como funciona a pílula do dia seguinte?

Um dos efeitos da pílula do dia seguinte é atrasar a ovulação. A gravidez só pode acontecer se, durante o período fértil da mulher, houver espermatozoides vivos no seu organismo. Este período fértil ocorre na altura da ovulação. No entanto, os espermatozoides podem sobreviver até cinco dias no corpo feminino. Se a pílula do dia seguinte adiar a ovulação, não haverá fecundação, logo a mulher não ficará grávida.  

ℹ️  Contudo, se a ovulação já tiver acontecido quando  a pílula do dia seguinte for tomada, também é possível – embora não seja garantido — que este comprimido impeça o óvulo já fecundado de se implantar no útero, devido ao enfraquecimento do endométrio. 

Existem duas substâncias ativas diferentes utilizadas no fabrico da pílula do dia seguinte

  • Levonorgestrel (presente por exemplo na "Norlevo®")
  • Acetato de ulipristal (presente por exemplo na "Ellaone®")

Com qualquer destas substâncias, basta uma única toma para que a sua ação seja eficaz nesse ciclo. Contudo, esse efeito pode ser limitado se sofrer interferências de outros medicamentos. 

 

Quando posso tomar a pílula do dia seguinte?

Tanto o levonorgestrel como o acetato de ulupristal devem ser tomados antes da ovulação e durante os seguintes períodos de tempo: 

  • Levonorgestrel: até 72 horas, ou seja, 3 dias após a relação sexual;
  • Acetato de Ulipristal: Até 120 horas, ou seja, cinco dias após a relação sexual.

Ambas as opções são mais eficazes se a pílula do dia seguinte for tomada até cerca de 12 horas após a relação sexual desprotegida. 

 

COMPARAÇÃO ENTRE ELLAONE E NORLEVO

 

EllaOne

Norlevo

Substância ativa

Acetato de Ulipristal acetate (UPA)

Levonorgestrel (LNG)

Intervalo de tempo

De preferência nas primeiras 12 horas, mas até um máximo de 120 horas (5 dias) após a relação sexual

De preferência nas primeiras 12 horas, mas até um máximo de 72 horas (3 dias) após a relação sexual 

Dados estatísticos: número de gravidezes (para cada 100 mulheres) 

Tomada até...

  • 24 horas depois: 0.9%
  • 120 horas depois: 2.1%

Tomada até...

  • 24 horas depois: 1-2%
  • 72 horas depois: <12%

Fonte: http://www.pille-danach-ratgeber.de/sicherheit/schwanger-trotz-pille-danach

  • A utilização de ellaOne® é generalizada na Europa e está agora a tornar-se cada vez mais popular noutros países.
  • O princípio activo de EllaOne®, acetato ulipristal, funciona no prazo de 120 horas, ou seja, 5 dias, de relações sexuais. É mais provável que seja eficaz do que outros, mesmo quando a ovulação é imanente.
  • Todas as outras pílulas do dia seguinte contêm levonorgestrel, uma versão sintética concentrada da hormona progestina (a hormona da gravidez).

 

Quanto custa e onde posso obter a pílula do dia seguinte? 

  • A pílula do dia seguinte pode ser comprada no balcão da sua farmácia local. 
  • Diferentes marcas da pílula do dia seguinte também podem ser compradas online. 
  • Os preços podem variar entre os 8€ e 30€.
  • Também é possível adquiri-la gratuitamente no centro de saúde (consulta de planeamento familiar) ou no hospital (serviço de ginecologia e obstetrícia). 


Efeitos Secundários

A pílula do dia seguinte altera propositadamente os seus níveis hormonais. Isto pode ser acompanhado de efeitos secundários, incluindo náuseas, tonturas, dores abdominais, vómitos e menstruação atrasada. Algumas mulheres sofrem de manchas ou hemorragias inter-menstruais e outros desvios do seu ciclo normal.

 

Testemunho de uma mulher com a pílula do dia seguinte

Tive relações sexuais com o meu namorado no dia 20 de julho e, no final da mesma, o preservativo rompeu-se... depois fomos à farmácia buscar a pílula do dia seguinte. (...) 6 dias após a relação sexual, ou seja, a partir do dia 26 de julho, tive uma pequena hemorragia durante 3 dias (...). O meu período devia ter vindo a 06 de agosto e até agora ainda não veio...  Devo esperar? Ou fazer alguma coisa? O que devo fazer? 

Este testemunho foi partilhado no fórum da profemina (em língua alemã)

 

E agora, o que devo fazer?

Provavelmente sente o tempo apertado e sente a necessidade de agir rapidamente. Ao mesmo tempo, poderá estar a pensar se a pílula do dia seguinte funcionaria mesmo para si - e o que faria se acabasse por engravidar...

Experimente estas dicas:

  • Respire fundo e opte por não se apressar. Tem pelo menos algumas horas, se não alguns dias, para decidir o que fazer.
  • Está a fazer o que é mais rentável para si neste momento: pesquisar os factos. Poderá discernir que a sua janela fértil ainda está muito longe, tornando desnecessária a pílula do dia seguinte - ou a sua ovulação já teve lugar, tornando a pílula do dia seguinte ineficaz.
  • Pergunte ao seu médico ou farmacêutico se deseja mais informações sobre os efeitos secundários e a aplicabilidade da pílula contraceptiva de emergência.

 

Pode também gostar de:

 

Fonte:
thecut.com (A partir de Setembro de 2021)

 

Perguntas Frequentes

A pílula do dia seguinte adia a ovulação, se esta ainda não tiver ocorrido no ciclo em questão. Dependendo do princípio ativo do comprimido adquirido, este pode ser tomado até 3 ou 5 dias após a relação sexual desprotegida. Se não tiver a certeza de como tomar a pílula, deve aconselhar-se na farmácia ou com o seu médico.

É suficiente tomar a pílula do dia seguinte uma vez após a relação sexual. 
Se a questão da contraceção de emergência surgir novamente no mesmo ciclo, é recomendável conversar primeiro com o seu médico ou farmacêutico. Uma vez que esta pílula interfere com o equilíbrio hormonal da mulher, só deve ser tomada em caso de emergência e após cuidadosa consideração. 

Cada mulher pode decidir por si própria se irá tomar a pílula do dia seguinte. A eficácia deste comprimido depende, por exemplo, do período do ciclo da mulher e se a ovulação ainda está iminente. Os possíveis efeitos secundários da pílula do dia seguinte também devem ser tidos em conta. Se não tiver a certeza ou tiver dúvidas, é recomendável consultar o seu médico ou farmacêutico. 

💬🙋🏻I Pretendo conversar com uma counsellor profemina sobre o meu resultado.

A minha situação atual:
Considera que a informação neste artigo foi útil?